Piso_apropriado_para_garagens.jpg

Piso apropriado para garagens

16/01/2017

Trincas, rachaduras, descascamento, umidade... Os pisos das áreas comuns de garagens e de quadras esportivas estão expostos à ação das inúmeras pessoas que utilizam esses locais todos os dias, além dos efeitos do clima nos locais descobertos. Assim, é natural que surjam imperfeições com o passar do tempo. Algumas medidas simples, no entanto, ajudam a conservar e recuperar esses pavimentos, preservando a estética e também a funcionalidade.

Muitos condomínios vivenciam problemas nos pisos já entregues pela construtora. Para que não haja uma sequência de más escolhas, o primeiro passo na hora da reforma ou recuperação dessas áreas é a contratação de um engenheiro para orientar e acompanhar a obra.

-Para a escolha de um bom piso, é necessário estar atento à empresa contratada e solicitar a visitação de ao menos três locais em que essa empresa fez obras- orienta o engenheiro Kelton Ruan Possamai, responsável pela área técnica de uma empresa do ramo. Ele ainda acrescenta que o gestor deve estar alerta aos processos de aplicação e ao material fornecido.

São diversos os tipos de pisos e revestimentos disponíveis para as quadras esportivas. O ideal, entretanto, é aquele que atende às especificações do espaço (aberto ou fechado), e, é claro, ao orçamento do condomínio. Segundo Kelton, o mais indicado é executar um pavimento de concreto polido - para que se tenha uma boa base - e depois aplicar o revestimento escolhido.

Para quadra externa, o mais indicado é a tinta acrílica à base de álcool, que é antiderrapante e tem alta durabilidade contra as ações climáticas. Há ainda a opção da chamada manta flexível e, também, pintura com epóxi e poliuretano, que podem ser aplicadas nas quadras internas. A conservação, por sua vez, é simples: manter a área sempre limpa (utilizando água, sabão neutro e lavadora de alta pressão), sem deixar resíduos que possam danificar a superfície.

Nas garagens, os problemas mais comuns são relacionados ao aparecimento de fissuras no solo. -Essas trincas ocorrem pela má execução do piso. O construtor não utiliza as técnicas adequadas. Porém alguns tipos de trincas que aparecem não trazem nenhum tipo de risco para a estrutura, apenas prejudicam a estética- relata o síndico profissional Rangel Correa Vargas.

Segundo o engenheiro Kelton, em garagens é necessário que haja pintura ou revestimento, pois é uma área de circulação intensa e o pneu dos veículos trazem resíduos. -Esses resíduos acabam formando um atrito maior na superfície, como uma lixa, e danificam rapidamente o piso da garagem- explica ele.

Quando é feito um revestimento, por outro lado, o desgaste ocorre apenas na superfície, e não no concreto da estrutura. -Em garagens pode ser aplicada a solução mais duradoura, de fácil limpeza e ótima estética que é a pintura com tinta epóxi. A pintura epóxi possui resistência e qualidade, apropriada para áreas de tráfego, com baixa intensidade de ataques abrasivos mecânicos- aconselha o profissional.

Para o síndico Rangel, o acompanhamento de um profissional especializado na recuperação ou substituição dos pisos é essencial. -Para cada tipo de piso tem um ou mais produtos apropriados. É importante consultar o fornecedor dos produtos a fim de escolher o mais indicado. Utilizar um produto inadequado pode prejudicar o piso e trazer prejuízos futuramente- comenta.

Fonte: Condomínio e Cia
Assista nossos vídeos no Youtube Notícias Trabalhe Conosco
Todos os direitos reservados. Constata Construções Ltda.