Construcao_sustentavel_com_tijolos_de_plastico_reciclado.jpg

Construção sustentável com tijolos de plástico reciclado

17/06/2017

A construção civil é uma das atividades humanas apontadas como uma das principais responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa na atmosfera da Terra. O setor não somente consome um volume enorme de recursos naturais e energia, como gera uma quantidade ainda maior de resíduos.

Então, qualquer novidade mais sustentável na área da construção é sempre bem-vinda. Um exemplo é o tijolo feito de plástico reciclado. Mais barata e leve, a inovação foi desenvolvida na Itália.

Fabricado com resíduos plásticos que teriam como destino aterros sanitários, lixões e até, oceanos, o produto é utilizado em projetos arquitetônicos para construção de casas, sejam populares ou de alto padrão. De acordo com a empresa, o material permite que a construção seja realizada em um período de tempo mais curto, além de ter seus custos reduzidos, garantindo assim mais economia e agilidade às obras.

Para o projeto de uma casa de 80 m2, por exemplo, são necessários cerca de 2.500 kg de resíduos plásticos.

Além dos tijolos, a nova tecnologia produz ainda outros componentes usados na construção, como cofragens (moldes de madeira para moldagem e solidificação de concreto), peças e vigas para sustentação do telhado.

O tijolo de plástico, já presente no mercado brasileiro, é fabricado no Paraguai, que fornece o produto para toda América Latina.

O produto não é comercializado avulso, somente como parte do projeto completo. A empresa explica que o tijolo plástico dá forma à casa, assim como os materiais de alvenaria comum, e a fundação e as paredes são compostas por cimento, isopor e água. Todavia, um cimento especial aumenta o isolamento acústico e térmico da construção, o que contribui para redução das despesas de energia para o aquecimento.

Outras vantagens são que, como o tijolo é bem mais leve, há redução dos volumes e peso de embalagens; maior facilidade no transporte e armazenamento de materiais; uso limitado de concreto e armação de ferro nas fundações e, por último, menor necessidade de utilização de maquinários. E um ponto importantíssimo, menor risco de acidentes com trabalhadores.

Em países como Itália, Emirados Árabes, Arábia Saudita, África do Sul, Senegal e Costa do Marfim, o tijolo plástico já é usado para a construção de casas populares.

Fonte: Conexão Planeta
Assista nossos vídeos no Youtube Notícias Trabalhe Conosco
Todos os direitos reservados. Constata Construções Ltda.